genius loci spacetime discontinuum [ all 3 movements and phases ]

[ content available soon, thank you ]

genius loci spacetime discontinuum / Room View [Acert Tondela]

Uma exposição para fazer pensar sobre tudo, até sobre o modo como vemos exposições

Mostra visual multiforme, estade Pedro Inock, obra aberta e interminada, como interminável é o percurso do ensaio (sempre em constante devir) sobre as marcas do todo multifacetado que é a vida. Em diversos suportes — desenho, pintura, fotografia, instalação, vídeo — se expressam (vão expressando) impressivas memórias e afetos, se traduz (vai traduzindo) a relação emotiva com os lugares e os tempos que nos envolvem (vão envolvendo).
Uma totalidade não totalitária, antes fragmentada e descontínua, que transborda o espaço canónico de exposição e desafia um outro olhar e o olhar do outro. Locus, loci de uma plural geografia de emoções composta por singularidades improváveis, surpreendentes e polémicas; não meros (rasos) cenários e figurações.
Diálogo de cuidado e rigor na construção de visualidades holográficas com um horizonte mental volátil; de nitidez clara com uma aparente escuridão difusa e imprecisa da procura de sentido. Enfim, a luz de um fio condutor reflexivo e “glocalizado” de uma universalidade com lugar(es).
Afinal, olhar a criação artística de Inock é, também, utilizar
as categorias da sua própria gramática — surpreendê-lo e desafiá-lo —, numa partilha de sedução, convergência e conflito que entrevê memórias invisíveis.

João Luís Oliva